Modelagem do pão de fermentação natural
Blog

3 erros mais comuns ao fazer pão de fermentação natural

0 comments

Muitos acreditam que fazer pães de fermentação natural é uma ciência. Outros arte. Eu fico no meio. É necessário ser preciso, mas ao mesmo tempo você tem que usar os seus sentidos e a sua criatividade.

Um coisa é verdade: é preciso ter prática e experiência. Desenvolver a memória do músculo, apurar a visão para reconhecer os sinais que a massa lhe indica.

Por isso, muitos erros durante o processo não são técnicos , mas por pura falta de experência.

Usar um fermento não ativo

Prara garantir um bom salto de forno e desenvolvimento da massa, é preciso usar um fermento ativo. E muitas pessoas não reconhecem os sinais do fermento. Um fermento ativo, além de crescer- duplicar ou triplicar – dentro de um período de horas (4 a 8 horas). Por isso, não é só crescer, mas crescer num determinado período de tempo. É bom lembrar que, quanto mais tempo para crescer mais ácido fica o seu fermento.

Existem outros sinais como uma superície irregular e com bolhas, consistência, além do cheiro ácido como de iogurte, queiijo. – quase como algo estragado. Mas ainda assim, agradável.

Cada fermento tem sua própria composição e características, Por isso, é importante conhecer o seu fermento e o seu ciclo. Estabeleça uma rotina para refrescar o seu fermento e reconheça o seu ciclo e os seus sinais.

fermento natural - sBaila Bakesourdough starter

Não deixar a massa fermentar completamente

Achar o ponto ideal da fermentação é crucial. Como saber se o a massa está pronta para ser modelada se você não reconhece os seus sinais? Existem algumas indicações: o volume cresce de 25 e 50%. a textura muda, fica mais fofa e menos pegajosa e a massa fica menos extensível. Ou seja, as bordas ficam mais arredondadas e ela mantém mais a forma, não se esparramando mais na tigela. Mas a experiência é que vai desenvolver a sua habilidade e “ler” a massa.

Assar antes da hora

Outro erro muito comum de iniciantes mais fácil é assar o pão antes da hora. Na verdade, esse é um erro que faz parte do processo de fermentação que começa com a fermentação primária, como falado no item anterior.

Depois de modelado, geralmente , o pão, já no baneton, vai para a geladeira e passa mais algumas horas. Só depois, será assada. Se a massa não estiver fermentada propriamente, o pão terá s túneis irregulares e uma textura úmida, “borrachenta”. Uma maneira que pode lhe ajudar, mas não é infalível é o “teste do dedo” ou “poke test” , Você pressiona a massa com o dedo. Se a massa voltar lentamente e deixar uma impressão na massa, é uma indicação de que a massa está no ponto. Atenção: a massa recém-saída da geladeira está fria e pode lhe enganar. Mais um vez, a prática, vai lhe dar a habilidade para reconhecer os sinais.

Existem muitos outros erros que podem acontecer durante todo o processo. O importante é não desanimar e aproveitar a sua jornada de aprendizado. paciência e resiliência são características essenciais a todo padeiro.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*